Home Assembleia de freguesia Executivo Serviços Comissão Social Sobre Fátima Turismo e Lazer Contactos Notícias Informações Úteis Contactos Úteis

Biblioteca de Fátima

A Biblioteca de Fátima, inaugurada em Dezembro de 1995, com base num protocolo entre a Junta de Freguesia e a Fundação Calouste Gulbenkian, é hoje um ponto cultural de referência na cidade de Fátima. 

Tutelada atualmente em exclusividade pela Junta de Freguesia de Fátima, é preocupação da autarquia manter o acervo atualizado, com a aquisição permanente de livros e publicações periódicas. Também o espaço físico foi recentemente remodelado. Dotada de computadores com espaço Internet, tem uma secção infanto-juvenil, bem como documentação audiovisual e publicações periódicas. 

Os utilizadores da Biblioteca para além de usufruírem do serviço de fotocópias e impressões, também podem fazer o empréstimo domiciliário de documentos.

Sugestão de Leitura

Passados 100 anos, Fátima é hoje uma pequena urbe com cerca de 10 000 habitantes, onde, de tempos a tempos, os olhos e os pés do mundo convergem, televisivamente, ou em romagem. Pés, cujos pulmões respiram o mesmo ar dos papas peregrinos ou de chefes de estado. Todos romeiros. Há um século, Fátima era uma charneca, descampada, árida, sem gentes,...

Ler mais

Faz já muito tempo que não lia uma obra de ficção tão importante, arrebatadora, portentosa. Em traços muito gerais, o que vai jorrando dos prelos poderia classificar-se entre o medíocre e o suficiente, apenas afluindo aqui e ali, por vezes excecionais, a qualidade do bom ou muito bom. Nós, os afogados é sem dúvida um romance completo, bem estruturado, extraordinariamente...

Ler mais

Novidades

Fátima: sou peregrino

Rota do peregrino de Fátima

Fátima: milagre, ilusão ou fraude

Fátima: milagre ou construção

Quando o sol dançou

Fátima no mundo

Fátima: sou peregrino

Aquisição no contexto das comemorações do centenário de Fátima

Fechar
Rota do peregrino de Fátima

Aquisição no panorama das comemorações do centenário das aparições

Fechar
Fátima: milagre, ilusão ou fraude

Aquisição no âmbito das comemorações do centenário das aparições de Fátima

Fechar
Fátima: milagre ou construção

Aquisição no âmbito das comemerações do centenário das aparições

Fechar
Quando o sol dançou

No âmbito de centenário das aparições de fátima

Fechar
Fátima no mundo

Passados 100 anos, Fátima é hoje uma pequena urbe com cerca de 10 000 habitantes, onde, de tempos a tempos, os olhos e os pés do mundo convergem, televisivamente, ou em romagem. Pés, cujos pulmões respiram o mesmo ar dos papas peregrinos ou de chefes de estado. Todos romeiros. Há um século, Fátima era uma charneca, descampada, árida, sem gentes, sem casas, sem solos onde se pudesse exercer uma agricultura desenxovalhada, arrebitadora de vida. Nessa charneca, escalavrada no verão por quenturas extremas e assolada no inverno por geadas de matar, e ainda fustigada por ventos de nordeste que desabam finalmente contra as encostas da Serra d'Aire, aí, ou lá perto, cultivavam meus pais e avós magras courelas de terra...
O que se passou exatamente há cem anos eu não o sei. Pouco importa. O motor de Fátima é alimentado pela religiosidade do povo. Insuflou-se em 1917 e não parou de crescer, alastrando, galgando fronteiras, espraiando-se pelos cinco cantos do mundo. Resistiu à 1ª República, laica, empanturrada de carbonários e revolucionários, que viam no padre "o jesuíta", o "corvo", o mal, enfim, de quem vivia num país miserável e em guerra, um PREC avant la lettre. Resistiu ainda à 3ª República, saída de de Abril - e ao dito PREC.
Não é tanto de admirar que antigas colónias prestem hoje veneração à Senhora de Fátima, como Brasil ou Moçambique, mas... Porquê no Soweto? Ou na Alemanha? ou em Hong Kong? ou na fronteira inter-Coreias? É o que o livro tenta explicar. E fá-lo de uma forma belíssima, especialmente através de grandes fotografias.
Sei de uma coisa: se não tem existido o fenómeno Fátima, seja lá o que tivesse sido, de ordem metafísica, ou da ordem natural das coisas, estaríamos hoje, fatimenses, a ganhar o pão com o suor do nosso rosto, emigrados em qualquer país do mundo, ou, debilitados, por cá, esperando ansiosamente que uma pouca de água fizesse medrar os chícharos.
Outros livros agora adquiridos que se reportam, de alguma forma com Fátima:


A última vidente de Fátima / Tarciso Bertone
Quando o sol dançou: Fátima e Portugal, mito, milagre e modernidade no início do século XX / Jeffrey S Bennett
Fátima: milagre ou construção / Patrícia Carvalho
Fátima: milagre ilusão ou fraude? / Len Port
Fátima: história de um grupo de peregrinos / Natércia Vieira
Rota do peregrino de Fátima / Bruno Clérigo
Fátima: sou peregrino / António Rego
O sol bailou ao meio dia: a criação de Fátima / Luís Filipe Torgal
Fátima: enquanto houver portugueses / fot. de Alfredo Cunha

Fechar

Contactos

Contacto Telefónico
249 538 756


Localização
Biblioteca Pública de Fátima
Rua Jacinta Marto
2495-450 Fátima

Horário de Funcionamento

Segunda a Sexta-feira
09h00m - 12h30m | 14h00m - 17h30m